quinta-feira, 6 de maio de 2010

Para ler ouvindo o cd 'Memórias, crônicas e declarações de amor'-Marisa Monte


"E no meio de tanta gente eu encontrei você
entre tanta gente chata sem nenhuma graça
você veio
e eu que pensava que não ia me apaixonar
nunca mais na vida".
(Não vá embora: Marisa Monte & Arnaldo Antunes)



PAIXÃO

Tentei
abrir o gás
cortar os pulsos
o fundo do mar.
Tentei
o escuro do quarto
masturbação
músicas e filmes
leitura em excesso.
Tentei
me drogar
a noite e seus bares
alguns homens e outras mulheres.


Desespero à parte
essa paixão e suas consequências
disseram que estava escrita na palma da minha mão.

9 comentários:

  1. Franck não dizer nada,
    somente deixar ns versos meus la de 2009 ...
    Com carinho e colo e abraço
    pq eu nunca dispenso, porque quase nunca tenho...
    bjins entre sonhos e delírios

    sábado, 11 de abril de 2009

    Sem horizonte

    Ontem fui dormir com gosto de nada na boca,
    na retina apenas uma sombra
    a mente cansada também se desfazia em um nada sem graça...
    Apenas a vontade patente de fechar os olhos
    e mergulhar no escuro sem nada pra apoiar.
    Sou poeta e tenho esse direito
    de não explicar o que sinto ou como me sinto.
    Não tenho ouvidos que me ouçam,
    nem boca que me fale,
    nem palavras que me consolem,
    só esse vazio que não sei traduzir,
    mas que anda se espalhando do peito pra fora
    repartindo um 'quê' de tristeza
    num misto vontade de me perder no infinito
    de mim mesma.
    Me sinto assim ...sem vontade,sem querer
    na verdade absolutamente
    sem horizonte.....
    Reflexo d' Alma

    ResponderExcluir
  2. A propósito...
    adoro Marisa sempre
    e vou aceitar a sugestão
    mas pra meu dia todo
    de hoje.

    ResponderExcluir
  3. Pois é... a trilha sonora começa e de repente estamos cantarolando: "e eu que pensava que não ia me apaixonar nunca mais na vida..."
    E um segundo depois já estamos implorando: "Por isso não vá embora..."
    Só que uma hora ele vai.. ou o amor, ou o amado.
    O que nos resta? a cara no espelho, a noite e seus bares... alguns homens e algumas mulheres.. (bem observado, a tentativa do outro como objeto para esquecimento)...
    Mas é isso mesmo. Estava escrito... Era pra ter sido...
    Mas o disco continua tocando e passamos a uma nova trilha sonora: "O que me importa essa tristeza em seu olhar? Se meu olhar tem mais tristezas pra chorar que o seu..."
    Mas o disco, depois de acabar, começa a tocar de novo...
    "e eu que pensava que não ia me apaixonar nunca mais na vida..."

    ResponderExcluir
  4. Marcelly, vc sintetizou tudo... e seus textos? sua poesia? ando com saudades...bj!

    ResponderExcluir
  5. adoro a marisa monte.
    e obrigado pela visita no meu blog, seguindo também.
    volte sempre;
    abraço.

    ResponderExcluir
  6. Obgado!
    Será sempre bem vindo por lá :)
    Seu blog tbem me chamou atenção, poesia e música é uma ótima combinação.
    Abço

    ResponderExcluir
  7. Oii, achei linda a foto!
    Obrigada pela visita...
    Concordo com o Nino, poesia e musia é uma otima combinação!
    beijoos

    ResponderExcluir
  8. Então você me segue? rs...
    Fico feliz que goste do meu blog. Gostei do seu também! Afinal, fala de poesia, vinho...rs. Temos muito em comum.
    Obrigada pela visita.

    Bom dia!

    ResponderExcluir
  9. Participe da campanha "Música em troca de Fraldas", que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

    Bleffe no #RioUnido

    ResponderExcluir

(Quem dá a volta ao zodíaco comigo...)

Previsões dadas...

EU...

Minha foto
São Luís, MA, Brazil
Um brasileiro-nordestino, um cara comum, qlq um, como diria Caetano Veloso...