quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Eu


Eu, que ando afetivamente em calamidade, transformando qualquer encontro casual em 'Império dos Sentidos'; Eu que ando com sede de amor, acima de tudo, ou talvez com a mesma desesperada intensidade, procuro alguém com quem compartilhar meu mundo, meu Wallace Stevens, poeta recém-descoberto; Eu, que fico patético às 4, 5 horas da manhã quando vejo que a noite se foi e eu permaneci só...
(by, franck)

"As mulheres compreendem isto/não se é Duquesa a cem metros de uma carruagem/Estes, então, são retratos: uma antecâmera preta/uma cama alta protegida por cortinas".
(Wallace Stevens: 'Sou o que me rodeia')

55 comentários:

  1. Frank...

    E você... que transforma a saudade que deixas em mim... em um oásis de sentir!

    Amo-te... estava com muita saudades! Bom saber que vc está aí!

    Beijo doce!

    Sil
    Aqui sempre contigo!

    Ps: Visite: http://versosvermelhos.blogspot.com Leia princinpalmente na barra lateral a página "Sobre esse lugar". Te espero lá!

    ResponderExcluir
  2. Essa ânsia que muitas vez sentimos, nos deixa calamitosos e desbundados.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Olá e ai tudo bem amigo?
    Po fico feliz por ver um texto tão belo mas triste ao ver a sua situação. sinto muito parceiro.
    Melhoras!

    Tenho um novo poema,visita depois por favor?
    RIMAS DO PRETO

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Que belo texto....
    Realmente o amor é base de tudo...
    Forte abraço

    ResponderExcluir
  5. Preciso imergir neste eu... antes que amanheça e não antes que o Sol se ponha, em urgência!

    ResponderExcluir
  6. Essa desesperada intensidade...
    O tempero q lhe dá vida de modo ímpar.

    bj, Franck!
    =)

    ResponderExcluir
  7. esse é o tipo de coisa que não se procura, ela nos encontra.



    um 2011 fantástico pra ti.
    bjs meus

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo. Quanta nostalgia. Até eu fiquei triste só de ler.
    Bjokas

    ResponderExcluir
  9. Um apelo:
    A Região Serrana do Rio de Janeiro esta passando por calamidade devido as chuvas e precisa de doações.
    Informações de como doar: http://goo.gl/Sv7w3

    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Quem dera encontre logo o que precisa!
    Ninguem é feliz só...

    Bjs dos Alpes

    ResponderExcluir
  11. Oi, Franck, tudo bem?
    Solidão machuca, eu sei, mas nunca estamos sozinhos de fato. Tanta vontade assim acaba nos trazendo companhia.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  12. A solidão as vezes nos faz extrapolar os sentidos...

    abços

    ResponderExcluir
  13. São companheiros de percalços então?
    Vivo numa montanha russa de sentimentos.
    A solidão tem sido uma pessima companhia.
    Saudades de você. Está melhor?
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. tão, lindo, tão profundo, tão revelador... bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá Franck querido!
    Estou te seguindo com esse meu blog número dois!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. q lindo franck! lembrei dos versos de Lispector "Só que não sei usar amor.
    Às vezes
    me arranha como se fossem farpas."

    bom fim de semana querido! ;*

    ResponderExcluir
  17. De duas, Frank, uma: ou arranja alguém, ou se conforma. Abraços

    ResponderExcluir
  18. Franck, queridão

    Nessas noites, a ugência é o dia.

    Bjs e belo fds

    ResponderExcluir
  19. Ansiedade ou Saudade ?
    Nem uma e nem outra.Vou ficar com a sugestão do Antonio José Rodrigues, esse Piauiense bem aí do nosso lado. Nosso vizinho.
    kkkkkkkkkkkkk rsrsrsrss

    ResponderExcluir
  20. Belíssimo! Bravo... Encantado meu caro Franck, obrigado por estar entre os meus. Forte abraço!

    ResponderExcluir
  21. Que lindo Franck, justo nós, que morreríamos de amor, perambulamos pela madrugada vazia.

    Belo como sempre. Beejo, tenha um ótimo final de semana. =)

    ResponderExcluir
  22. Boa noite Franck,
    ainda bem que já se encontra melhor. A minha ausência deve-se só e exclusivamente a motivos pessoais.

    Falando do seu texto, que dizer?
    Maravilhosamente escrito, um desabafo intenso saído de uma alma poeta!

    Beijinho e rápidas melhoras,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  23. AMEEEEEI seu texto.
    Disse muito do que eu tenho sentido nos últimos temos *-*

    Beijo, belo!

    ResponderExcluir
  24. Cá estou de novo. Desta vez não por curiosidade, mas saudade... e,coincidência ou não, meu último Post tem o mesmo título!!!kkkk
    Dizem que as coisas acontecem no tempo certo, pôxa vida! Sou anciosa demais e preciso amar , sentir corpo, pele, aquele cheiro de respiração na nuca, a calmaria!!! Por mais que me encontre e perceba que sou muito importante, ainda falta........
    Também acho longe , muito longe,
    mas não posso ter a mesma sorte que você,
    Não fui até o mar, nem joguei rosas brancas, nem pulei 3 ondas... acredito apenas no meu coração ... que é bom!!! Bj amigo

    ResponderExcluir
  25. As urgências da vida....

    Mas o que é urgência, se sou o que me rodeia?

    Beijoooo meu amigo amadooooooooo!!

    ResponderExcluir
  26. Franck,

    É sempre lindo te ler , é um acalanto ...

    BjO Imenso e obrigada por seu
    carinho e amizade.

    ResponderExcluir
  27. As madrugadas sempre trazendo consigo um bocadinho de solidão...
    Lindo, Franck.

    ResponderExcluir
  28. Meu querido, sei que ando sumida mas eu sempre leio o seu blog só que pra comentar fica meio complicado. Enfim... não se preocupe com a sua carta ela não vai se torna uma carta extraviada para minha gaveta vai chegar logo em suas mãos.

    Tem uma frase no seu texto que eu digo muito: " Eu, que fico patética às 4, 5 horas da manhã."
    rs me vi em você.

    mil beijos.

    ResponderExcluir
  29. Justamente quando nos encontramos afetivamente em calamindade,costumamos, sem mesmo perceber, colocando alguns ou muitos corações no liquidificador....o nosso...e o dos outros...e muitas vezes não fazemos por mal...

    É como disse o Lufe:

    A solidão as vezes nos faz extrapolar os sentidos...


    beijos,

    Bia

    ResponderExcluir
  30. Nossa Frank que coisa mais linda!!!
    Mas...vou te contar um segredo...também fico patética as 4 ou as 5 da manhã...mesmo acompanhada!
    Bjo meu amigo!

    ResponderExcluir
  31. Frank, muito lindo que você escreveu. Só os poetas se sentem assim.

    beijos

    ResponderExcluir
  32. O mergulho nos sentidos nos revela.

    Be:)o querido, adoro visitar-te.
    Obrigada por suas palavras lá no Vórtice.

    ResponderExcluir
  33. Olá Frank
    Adoraria receber uma missiva sua...

    Mande-a
    danny-f_@hotmail.com

    beijos na alma

    ResponderExcluir
  34. Oi Frank....lindo texto...

    Tô aqui ás 3:45 horas da manhã quando vejo que a noite se foi e eu .....

    ... Sobram falhas, restam medos, e o tempo vai tecendo vazios, e só...

    bjo!!!!

    Zil

    ResponderExcluir
  35. com certeza, vc seria um instrumento delicado e refinado. bjs

    ResponderExcluir
  36. Oi,meu caro Franck!Bate aqui também to nessa a solidão tem me perseguido incansavelmente...
    Me identifiquei muito com esse texto também ando um poço de dúvidas e medos...
    Beijoss

    ResponderExcluir
  37. Estar só é melhor que não estar...e o amor um dia vem.

    Beijos tatuados

    ResponderExcluir
  38. Franck, amadoooooooooooo!!

    Pois é, ele escreve LINDAMENTEEEEEE, como você.

    Olha o blog dele, vale muito a pena:

    http://anjomaldito.blogspot.com/

    Um beijo e saudadeeeeeeeeeee de você!

    ResponderExcluir
  39. escrevi pra vc lá no blog....de novo, rs.
    já enviei a carta deve chegar semana que vem.
    beijos

    ResponderExcluir
  40. Um acinte você!!

    Escreve bem demais! Não pode ser assim. rs

    Que lindo fragmento. Aliás, como sempre.

    ResponderExcluir
  41. Meu amigo querido, a solidão é mesmo um outro eu nosso. Por coincidência, postei hj algo sobre ela... eu já a tenho tão impregnada em mim que a alimento como se fosse parte do meu ser.

    Lindo texto!
    Beijos

    ResponderExcluir
  42. Exatamente assim que me sinto...
    Mas áh, um dia encontraremos alguém para exterminar esse sentimento de "solidão". Eu acredito :]
    ótimo texto como sempre.
    beeijo '

    ResponderExcluir
  43. Franck, amigo querido

    Também ando em falta , ... um tanto desanimada , abatida .
    Mas a saudade se faz presente .


    Bjo Grande e uma Noite Serena.




    Obrigada pelo carinho de sempre.

    ResponderExcluir
  44. claro que eu aguardo, rs
    com ansiedade.

    estou indo viajar... hoje.

    beijos

    ResponderExcluir
  45. Essa ânsia de abrir os braços e tocar em algo - em alguém - em alguma coisa sólida, d-e-s-e-s-p-e-r-a-d-a-m-e-n-t-e e que não passa conforme passam os segundos causa a sensação de estar comendo um pouco da gente.

    Um dia, enfim, extermina-se.
    (Esperamos)


    Um beijo!

    ResponderExcluir
  46. Temos urgência em estarmos felizes com alguém a quem façamos feliz também.
    Lindo isso, Franck!
    Hj falo de saudade lá no blog!
    Bjo e paz, meu querido.

    ResponderExcluir
  47. Eu, que fico patético às 4, 5 horas da manhã quando vejo que a noite se foi e eu permaneci só...

    Isso foi perfeito Franck!!!!
    Sei e sinto!

    Abraços meu caro.

    ResponderExcluir
  48. Como sempre!!! Bons escritos, ou melhor, magnífico. O seria de nós se nao fossem as palavras.
    abraço

    ResponderExcluir
  49. Oi,Querido!Passando para te dar um beijo e dizer que to sentindo falta dos teus lindos versos.
    Um ótimo findi!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  50. ...Franck querido,
    vim beijar tua sensibilidade!

    muahhhhhhhhhhhhhhhhhhh

    ResponderExcluir
  51. Sabe o que eu faço às vezes no meio da madrugada?!
    tomo uma taça de vinho, leio, recito para eu próprio...
    E digo à mim mesmo que é hora de tomar mais vinho, e compartilhar - de longe - Wallace Steven.

    abraços

    ResponderExcluir
  52. A solidão não é a companhia que esperamos, certamente.
    Me disseram uma vez que quando menos esperamos a pessoa certa aparece. Oras, então não será a pessoa certa, concorda? Porque pessoas certas aparecem nos momentos em que mais precisamos delas, estão sempre dispostas as nos ajudar e nos amar mesmo quando mais duros somos, porque é o momento em que mais necessitamos do amor.

    Nas noites vazias, procuro recostar minha cabeça e dormir, pensar de madrugada faz mal, mal pro peito, sabe? Pensamentos de madrugada são sempre sobre a solidão. É o momento que existe o maior silêncio do dia, a ausência de qualquer luz (apenas a da lua, que por incrível que pareça também está sempre só) e os pensamentos vêm surgindo, surgindo e não conseguimos evitá-los mais.

    ResponderExcluir

(Quem dá a volta ao zodíaco comigo...)

EU...

Minha foto
São Luís, MA, Brazil
Um brasileiro-nordestino, um cara comum, qlq um, como diria Caetano Veloso...