sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O tal casal


Eu queria diurno, ele noturno. Ele queria manhã, eu tarde. Eu queria café, ele chá. Ele queria inverno, eu outono. Eu queria abraço, ele beijo. Ele queria mel, eu agridoce. Eu queria blues, ele rock. Ele queria gim, eu vinho. Eu queria romance, ele ação. Ele queria montanha, eu praia. Eu queria inteiro, ele metade. Ele queria nada, eu tudo.


(by, franck)

40 comentários:

  1. ...não é nas diferenças que nos
    perdemos de encanto?

    beijos, querido que escreve
    lindo!

    ResponderExcluir
  2. Parece que a turma hoje esta maio Yin e Yang!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Uau!!! Maravilhoso (como sempre)!
    Querido, indiquei teu blog para o Prêmio Dardo. Pega o selo lá no meu blog. Espero que gostes.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. "Eu queria inteiro, ele metade. Ele queria nada, eu tudo."
    Ele não sabia querer...



    Lindo texto, como todos os outros!
    Parabéns, Franck.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Bom, dizem que, "os opostos se atraem"... Amei te ler, estava com saudades, e estou com saudades de ti... Carinhos meus a você... Bjsss

    ResponderExcluir
  6. Oi querido...
    Pra variar, post maravilhoso.
    Essa história é sempre muito dolorida, nos deixa uma sensação de vazio, de sei lá o que..o(
    Fim de semana ensolarada pra ti.
    Bjs meus !

    ResponderExcluir
  7. Franck,


    Será que conseguimos conviver
    com tantos extremos !???
    Tomara ,sim , ... :)


    Coisa boa é te ler , ... :)
    Tava com saudade.


    BjO , BjO , BjO!

    ResponderExcluir
  8. Franck,

    Ah não, um tinha que ceder com urgência, não suporto impasse no amor...

    Um abraço, Marluce

    ResponderExcluir
  9. "quanto querer há em meu coração", esses "quereres" diferentes as vezes deixam marcas muito profundas...

    ResponderExcluir
  10. Sempre ouvi dizer que os opostos se atraiem. Pode ter tudo para dar certo.
    Bj e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  11. Franck, e é por todas essas diferenças que o amor se torna intenso...

    Saber equilibrar em cima de uma tênue linha, onde é possível aceitar tudo, em nome do amor...

    Nada fácil, mas tão gostoso!!!!!


    Beijos meus!

    ResponderExcluir
  12. "os opostos se distraem os dispostos se atraem"
    Se vcs tão mais para opostos do que para disposto concordo com o Wanderley é melhor achar outro...
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. E dizem que os opostos se atraem né?
    Se atraem mas nao se entendem..hahaha
    Existe um grande conflito entre as diferenças, mas assim, é uma grande troca de experiencias e novidades!

    beijooo

    ResponderExcluir
  14. Franck, queridão,

    Mais um caso comum de incompatibilidade, mas será q é isso q conta? Ah, os amores!

    Bjão e linda sexta

    ResponderExcluir
  15. E eu queria vir ler e reler mas ele (o tempo) não deixava! :) Acho que ele (o tempo) começa a ceder um pouco e assim também eu lhe darei mais atenção!

    Beijinho

    ResponderExcluir
  16. eis a contradição q move a elipse da vida!
    bjos meu anjo!!!
    p.s.
    adorei o cd,pense todos aqueles poetas declamando p mim!!!
    um xeruuuu!!!
    aparece nos Brejos, sentimos falta tua

    ResponderExcluir
  17. Ahhhh, essas diferenças FRanck....

    Mas sabe? To num estágio, que não quero mais nada pela metade. NADA.

    Toca o barco sem medo, meu amigo.

    Um beijoooo, amado!!!

    ResponderExcluir
  18. Assim fica dificil hein... É normal encontrarmos diferenças, mas assim também é demais!!!

    ResponderExcluir
  19. A vida tem dessas, muitas vezes os desejos não confluem ou os caminhos não são paralelos, apesar de tanto desejarmos que sejam!

    lindo texto.
    Abraço

    ResponderExcluir
  20. Vc sempre me a(s)cendendo a alma!

    Estou no Repouso das Letras!
    Venha me ver!

    http://repousodasletras.blogspot.com/2010/11/ao-final-do-dia.html

    Beijos!


    TU E EU
    Somos diferentes, tu e eu. Tens a forma e a graça
    e a sabedoria de só saber
    crescer
    até dar pé.
    Eu não sei onde quero chegar
    e só sirvo para uma coisa
    que não sei qual é.
    És de outra pipa
    eu de um cripto.
    Tu,lipa.
    Eu,calipto.
    Gostas de um som tempestade
    roque lenha
    muito heavy.
    Prefiro o barroco italiano
    e dos alemães
    o mais leve.
    És vidrada no Lobão
    eu sou mais albônico.
    Tu,fão.
    Eu,fônico.
    És suculenta
    e selvagem
    como uma fruta do trópico.
    Eu já sequei
    e me resignei
    como um socialista utópico.
    Tu não tens nada de mim
    eu não tenho nada teu.
    Tu,piniquim.
    Eu,ropeu.
    Gostas daquelas festas
    que começam mal
    e terminam pior.
    Gosto de graves rituais
    em que sou penitente
    e, ao mesmo tempo,
    o prior.
    Tu és um corpo e eu um vulto,
    és uma miss, eu um místico.
    Tu,multo.
    Eu,carístico.
    Sou meio cinzento,
    algo rasteiro,
    e só penso em Pi.
    És colorida,
    um pouco aérea,
    e só pensas em ti.
    Somos cada um de um pano
    uma sã
    outro insano.
    Tu,cano.
    Eu,clidiano.
    Dizes na cara
    o que te vem a cabeça
    com coragem e ânimo.
    Hesito entre duas palavras,
    escolho uma terceira
    e no fim digo o sinônimo.
    Tu não temes o engano
    enquanto eu cismo.
    Tu,tano.
    Eu,femismo. -

    (Luis Fernando Veríssimo.).

    ResponderExcluir
  21. Ah... estes nossos quereres.... Sempre com tantas diferenças. O que dá certo sabor necessário numa relação.
    Com diferenças ou não, o importante é AMAR....
    Bom fim de semana.
    Sil

    ResponderExcluir
  22. Frank... Meu Amigo Querido!

    De impossibilidades e diferenças se fazem os grandes e inesquecíveis amores!

    Bom te ler... saudades de ti... saudades da vida em suas letras, em seus versos... saudades daqui!

    Beijo com carinho
    Sil
    Sempre aqui

    Lindo fim de semana... dias de muita paz!

    ResponderExcluir
  23. Conflitos,conflitos Franck
    eu permito hoje, voce cede amanhã
    um amor sem rotinas.
    Gosto também rs
    abraços, bom fim de semana

    ResponderExcluir
  24. Bom dia Franck.

    Respondendo sua pergunta.. Sim, Franck, ainda tens um coração. Isto é algo demasiado grande nos librianos, românticos e apaixonados pela vida e pelas pessoas.

    Bjusss e bom fim de semana de muitos amores....
    Sil

    ResponderExcluir
  25. Belo poema!
    As diferenças nos são muito atraentes nas pessoas!

    beijo

    ResponderExcluir
  26. Lindo poema...aliás como tudo que voce escreve...
    Mas...No dia da Consciencia Negra,minha homenagem no post de hoje foi tam prá voce.Vá conferir.
    Beijos,boa semana!!!

    ResponderExcluir
  27. Franck,


    Aqui , depois de quase 10 dias de chuva, está sol , céu azul de doer , amigo querido... :)

    Apesar de preferir os nublados , foi bom ver
    o sol brilhar forte nas montanhas.


    BjO Grande e uma Tarde com Tudo
    que mais gostes ... :)

    ResponderExcluir
  28. è a eterna historia de amor entre o o sol e a lua...
    Caminham em paralelas...
    Será que se encontram?

    abços

    ResponderExcluir
  29. Olá, Franck!

    Dizem que os opostos se atraem, mas minhas melhores amigas e meus melhores amores tinham gosto bem parecido com o meu...

    Gosto de tua forma de escrever!

    Uma beijoca,

    neli

    ResponderExcluir
  30. Semelhante a história do vilão, mas o fim desde que tu escrevera rescrevo assim:

    Eu queria por inteira, ela Tudo. Eu não entendia, ela me entendi. Eu, à queria, sem mais erros, ela errada e sem mais, não.

    @Sidney_Vilao

    http://vilaodoromance.blogspot.com/

    ObS.: eu não sei se fui gramaticalmente correto no meu comentário, mas acho que deu para entender.

    ResponderExcluir
  31. Frank, vc judia da gente com esses textos...Nossa. Fantástico isso! As diferenças aqui, marcam a escolha por caminhos opostos. Bjs

    ResponderExcluir
  32. Nossa, lindo e muito intenso... gostei muito!
    Gostaria de convidá-lo para ver meu blog também. Comentários são bem vindos.
    Abraço,

    ResponderExcluir
  33. .

    "Por que é que os corações não são iguais?"


    Nunca deixei de vir aqui te ler, Franck.
    Há apenas o silêncio de palavras, mas de sutil presença.

    Acompanho tua evolução, teus textos estão cada vez melhores.Parabéns!

    Acabo de comprar "Triângulo das águas", o único que me faltava. Embora já tenha lido parte dele.

    Beijos pra ti.

    .
    .

    ResponderExcluir
  34. e talvez a graça seja essa dualidade, caso contrario seria monotono [acho..rs]

    ;]

    ResponderExcluir
  35. (In)confluente, fluente e ligeiro.Gostoso de se ler! Parabéns pelo espaço.

    ResponderExcluir

(Quem dá a volta ao zodíaco comigo...)

EU...

Minha foto
São Luís, MA, Brazil
Um brasileiro-nordestino, um cara comum, qlq um, como diria Caetano Veloso...