sábado, 7 de agosto de 2010

Admirável mundo novo tecnológico


O que me separa de você e você de mim é esta tela de computador, um mundo de bytes, velocidades por segundo, megabytes, fronteiras geográfica e virtual. Mesmo assim, você pergunta-me se sua noite não me cheira um pouco maranhense, digo que sim, quando através de sua webcam vejo sua rua iluminada e as luzes parecem estrelas decaídas, infernais. Elas não ocupam o céu, nem o seu e nem o meu, que é cinza. Ele está limpo. Mas em algum deles, palpitamos ambos, eu e você. Esse admirável mundo novo tecnológico não me atrae o suficiente e por isso quero você aqui, não através da tela de um pc, em outra cidade. Você me diz não saber se tudo dará certo, talvez nem nós encontremos, nem nós abracemos, nem vivamos juntos, mas que me ama. Aí meu coração é todas as cores, fico imaginando coisas que adoraria fazer com você, penso nos lugares os quais deveríamos ir juntos; pequenos lugares, espalhados por aqui, para dizer: aqui eu vim com... aqui nós comemos ou dançamos ou nos embriagamos... Que eu fizesse você reparar nas ruas estreitas, nas ladeiras, nas pessoas dessa cidade, que você sentisse o cheiro, os sons, as cores de um dia ao meu lado. Rimos. E você me diz que espera que possamos ficar juntos, que o mundo mude e as coisas melhorem e que um dia vejamos o alvorecer nas praias de São Luís. Que queria me beijar e que esse beijo fosse doce. Ou salgado como o mar daqui. Desligamos nossas webcans, nossos pcs, e, como está amanhecendo irei à praia, ver o alvorecer, sozinho... E você?

by, franck)

35 comentários:

  1. Ui... doeu... já vivi uma situação assim e doeu, bastante... afinal acabou antes de começar, sem pele, sem cheiro, sem sussurros ao ouvido, sem beijos e mãos dadas.
    Tome logo a iniciativa e vá: desvirtualize (essa palavra não existe), é o que eu sempre aconselho. E seria o que te diria, se não fosse só poesia...
    Um lindo domingo, querido.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Hoje em dia acontece muito isso, até eu já passei por essas. Eu diria que de alguma maneira é como um amor platonico...
    Enfim, bom finzinho de fim de semana e boa semana...! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Franck,

    Um texto poema belíssimo!(AMEI!)

    E essa tal tecnologia, tão boa, tão má, que até um amor virtual faz acontecer sem ser (ir)real. Faz de um toque no pc, uma carícia...

    ...e eu aqui atrás do pc...


    Um abraço, Marluce

    ResponderExcluir
  4. Eu achei lindo...
    Poético...
    Sonhável...
    e o que acontecerá...
    depende mais...
    de cuzar as fronteiras...
    Beijos
    Leca

    ResponderExcluir
  5. Demais...profundo...

    abraços

    Hugo

    ResponderExcluir
  6. Aaah que lindo, belas palavras. Enquanto lia, parecia a narração de um sonho, daqueles leves e intensos ao mesmo tempo. Parabéns pelo blog Franck, e agradeço tua visita e comentário lá no Molhe-se. Sempre bem vindo. Beeeejo,beeejo. Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  7. Franck!

    Te li, e me joguei de volta a um passado (Meu).
    Há quem diga, que vive de amor virtual é louco.
    Eu digo, que LOUCO, é quem não vive um amor, seja lá como ele for.
    Virtual ou real, tudo é amor.
    Há quem também diga, que amor precisa de cheiro, de pele, de contato.
    Concordo.
    Mas quem escreveu essa cartilha sobre amor?
    Amor, independe de qquer coisa.
    Eu amei profundamente, perdidamente, e vivi essa paixão virtual por um ano.
    Que nunca foi para o mundo real, mas FOI AMOR.
    Um dos mais bonitos, mais lindos que eu vivi.
    E faria de novo, viveria de novo.
    O que tiver de ser, será meu amigo.
    Sei que você sabe disso.
    ACREDITE.

    Qualquer maneira de amor vale a pena, qualquer maneira de amor valerá.
    To com Caetano e não abro.

    Beijoooooooooo!

    ResponderExcluir
  8. Ahhh, existem tantos lugares e pessoas que gostaria de conhecer, atravessando webcam...e aparecendo em carne e osso... Maranhão é uma ótima idéia! uhuuull! Obrigado pelo carinho de sempre! Abraçãooo!

    ResponderExcluir
  9. Ah meu querido, o que posso escrever para nos convecer de que vale esperar (mas não muito...rs)para desligar o virtual e construir vestigios mais que concreto na lembrança ?
    Sabe, andei me questionando se a virtualidade (nas relações) não é uma desculpa neurótica para fazermos de conta que se vive, sem os perigos que necessariamente implica nisso. Economia? preservação? pra que?
    ...Tenho desejando muito mostrar as ruas, o vento quente e os sabores que reinam na Cidade das Mangueiras para minha Paixão. Penso também como será voltar a cidade dele, agora que ela toma-se de possibilidades para nossa felicidade. Por outro lado, não posso negar a existência das horas em que temo que tudo feneça antes mesmo de nascer...

    Ah, chega de dúvidas. Pra mim ou pra vc´s...
    Que nossa felicidade seja do tamanho e intensidade do que estamos dispostos a vivenciar e não da distância que nos separa de quem queremos.

    E te ler sempre me faz bem!

    bjs
    Mônica

    ResponderExcluir
  10. Ei Franck .. Deixa comigo :)
    Elas tão pelo cotoco né mais vou tentar deixa as coitadinhas crescerem, usarei cinza por fora e vermelho por dentro *-*

    Vou escolhe um de meus versos pra colocar no blog, ou então uma composição minha não sei ainda, eu te aviso *-*

    ResponderExcluir
  11. Tive a impressão que tem alguem perdendo tempo.
    Maranhãao delicia de se viver em !?

    SonhoMeu morar de frente pro mar. Sortudo :D
    adorei seu Blog, o caminho ja é certo, nem me perco maiis.

    Beijo meu.

    ResponderExcluir
  12. Nossa Franck, achei incrível, rs
    Lindo mesmo. Mas ñ viveria sem esse mundo tecnológico ñ, kkkkkkk
    Que bom q vc aprendeu a deixar os ressentimentos para trás, foi o melhor q vc fez a si mesmo.
    Bjo

    ResponderExcluir
  13. Um texto um tanto real meu querido amigo.
    Quem, que seja usuário das tecnologias, nunca ficou caidinho, melhor, babando, por quem estava do outro lado fazendo juras de amor, doidinho pra lascar um beijo naquela boca carnuda?
    Mas superamos...
    Uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  14. Li seu texto e imagino o sentimento que a situação abriga. O mundo virtual aproxima tanto e o real infelizmente nem tanto.

    Espero que vc possa estar em breve com seu amor curtindo a beleza de São Luís. Que o virtual seja transposto para o real.

    Abraços e bom domingo

    ResponderExcluir
  15. Um amor virtual, platonico talvez.
    Eu já vivi muito disso, hoje em dia é normal de acontecer!
    mais eu amei esse texto! parabéns

    ResponderExcluir
  16. Olá, Franck!
    Olha eu aqui! Admirável mundo novo mesmo! Fui obrigada a carregar o meu laptop na viagem (eu vi um rio azul, eu não sabia que rios podiam ser azuis), e estou aqui visitando os amigos blogueiros e admirando o seu texto. Muito bonito, muito poético! Você é de uma criatividade ímpar!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  17. Me desculpe o problema, alterei o link do vídeo, acho que deve resolver. Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Bom...como já vivi isto e CONCRETIZEI, digo à todos meus amigos: Vivam o AMOR, tenham a coragem de sair de trás destas telas, pois esta vida é uma só....meu poeta despencou-se lá de Portugal...meu Paulo Martins...atravessou oceanos e veio me conhecer...e digo mais:Foi aqui, no mundo dos blogs que nos conhecemos!!E ele foi o grande amor da minha vida!!O Futuro: a Deus pertence!Mas que vivemos 40 dias de um amor que sei que jamais esquecerei...vivemos!
    A vida é assim, amigo:Vale cada segundinho....e se for com amor, então:MELHOR AINDA!

    beijos em seu coração, e : SAIA DE TRÁS DA WEB!

    Um feliz dia dos pais!

    Biazinha

    ResponderExcluir
  19. Um feliz dia dos pais meu querido!
    Um grande abraço
    Gena

    ResponderExcluir
  20. Franck... que lindo!
    Acredite, e tudo pode ser possível.
    Bjão querido e um super domingo prá ti :)

    ResponderExcluir
  21. Olá! Vivo relações de Amizades assim, sem saber se um dia vou conhecer a pessoa ou não. Há alguns anos, foi através do computador que comecei a falar com uma Amiga especial. Quando ela sentiu curiosidade em me conhecer ( passado 8 meses ), marcamos encontro. Tornamo-nos Amigos e passado um ano de Amizade, eu apaixonei-me ...por amizade, chegou a fazer duas viagens de 170 kms, para estar comigo umas horas. Namoramos mas ao fim de 6 meses, ela quis terminar o namoro, mas ainda hoje somos amigos. Espero que a sua relação de Amizade, Amor dê frutos no futuro e que acabe tudo, com um final feliz. A internet é assim mesmo.... e por mais longa que seja a distância, das pessoas com quem falamos, a um dado momento é como se elas estivessem a ums cm´s de distância do nosso corpo... abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  22. Franck, meu amadooooooooooooooo!

    Olha só o motivo da minha vinda aqui:
    (tirando o fato de adorar vc, claro).
    Você havia me dito e dado um toque da cantora Ceumar.
    E hoje, um amigo de blog, que postou sobre MPB, me deu a mesma dica.
    Corri pra conhecer essa mulher no youtube....
    Jesussssssssssssssssss, que voz é aquela Franck?
    Que mulher é essa meu Deussssssss...
    E ouvindo a mesma cantar (LINDAMENTEEEEE) uma das minhas músicas preferidas - Seu olhar, do Arnaldo Antunes, me fez chorarrrrrrrrrrr.
    Já virei fãããã.
    Obrigada pela dica meu querido, e tudoooo que puder me dar um toque em relação a ela, me diga.
    Simplesmente maravilhosaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

    Beijoooooo meu!!!

    ResponderExcluir
  23. Ai que coisa mais linda de se ler...!
    Vou desligar meu pc, e tentar ver as estrelas da janela do meu apartamento, em meio a este emaranhados de arranha-céus que insistem em tentar esconder a Lua e as estrelas da frente de meus olhos...
    Lindo demais!
    bjossssss

    ResponderExcluir
  24. A tecnologia é uma faca de dois gumes, portanto temos que tomar cuidado, para não nos cortarmos.
    Bjux

    ResponderExcluir
  25. Hmm.. agora eu entendi, rsrs. Ja passei por isso tambem e é tenso, mas a gente segue em frente né =) beijao franck

    ResponderExcluir
  26. hj dia tudo é assim..tão virtual..que as vezes me perguto o q é real..o amor?! não sei!..não senti..mas espero q vc sinta...e q que seja..

    Bjao Franck! Boa semana pra ti!

    ResponderExcluir
  27. ...amor é amor e ponto e basta!

    se real ou virtual isso não importa
    quando o que estamos vivendo trás
    conforto, trás paixão, tesão ou sei
    lá o que, e tudo isso no AGORA,
    o aqui e agora onde tudo pode
    acontecer.

    bj, querido!

    feliz semanita por aí!

    ResponderExcluir
  28. Oi Franck, tudo bem?
    Ai menino, golpe baixo viu?
    Começar com Caetano e terminar com kid Abelha/Leoni, rsrs
    Bjo

    ResponderExcluir
  29. Ai menino, achei q já tivesse feito isso antes, kkkk
    Bjo

    ResponderExcluir
  30. Ai, esse texto me fez sentir tantas coisas... me trouze tantas lembranças... Já namorei alguém que não morava em São Luís. Nunca fui de sair muito, sempre preferi ficar em casa, ouvir música, assistir filme, estudar. Sair, quase não.

    E daí que todas as vezes em que esta pessoa podia vir à São Luís, o tempo era de sair de casa, de mostrar, respirar, sentir a cidade. E então, quando esta presença passava e voltava a se limitar à virtualidade, toda a cidade, viva como ela é, parecia gritar inteira por aquela ausência.

    Ah, como senti saudades...
    Muito bom, Frank.

    Quanto ao comentário em meu texto, te respondi no Zine Colorido. Um abraço,

    ResponderExcluir
  31. Pi, Franck.
    Primeiramente, obrigada pela visita e pelo recadinho muito carinhoso que deixou no meu blog. Adorei! Serás sempre bem-vindo!

    Amores virtuais... quem nunca foi vítima?
    Eu passo muito tempo no virtual, tenho mais amigos do mundo de cá pra ser bem sincera.

    Sem Amor eu nada seria!
    E toda forma de amar é válida.

    Tenha uma linda semana.
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Franck...
    seu texto a parte não vou comenta-lo
    além de dizer que esta bem escrito.
    O mais que penso da sua escrita,
    guardo, porque como poeta não gosto do:parabens! Oou de tentar dizer o que o autor ja disse,.Somos professores e sabemos bem como as avalições são obrigatorias.Abomino sentir o tom de avaliação.Leio,no caso vc,pra encantar e viajar no mundo das palavras que pra mim ao se tornar escrito publico , é literatura e assim é viagem pra quem lê.Eu viajo aqui sem preocupação se estou lendo uma amigo.Por isso estou aqui pq a leitura me prende e é boa.
    Quanto ao mundo virtual, sei bem o que digo e ando chateada em ouvir pessoas presas por um veiculo de comunicação. Todos tem um botão de desligar,de deletar, de por off line, de por ocupado.Assim fazendo os seres virtuais ficam chantageando uns aos outros.Extorquindo afetividades.
    Pra mim o veiculo é essencial.
    Mas o que mantenho no virtual não.
    Ja pensou o dia que num clic tirarem d enós nosso blogs?Vamos acordar pra postar e cade nosso textos, nossas frases?As vezes fazemos do blog nossos rascunhos e ai?
    Assim são os amores em todas as estancias na vida virtual.Flertes multiplos e descartaveis.Eu, vc e tantos que se entregam se ferram ...quando o outro não parece mais pra dizer ola ou pra deixarem-se ver pela can.
    Por isso saio o maximo que posso do virtual:carta, cartão,livro, visita.Ainda assim depois de 2 anos de companhia diaria de 3 visitas em familias e sonhos e projetos em andamento a 4 meses não sei mais do parceiro de escrita, amor de alma.Morreu?Não esta certamente cuidando da vida real dele.Pq a virtual querido Franck...se exploda...que se dane.
    Por isso nós temos o controle em nosso poder.
    Digo d enovo :o que escrevo aqui não tem nada a ver com seu texto. Que adoro e que é uma otima leitura pra leitira que sou.
    Te adoro.
    Saudades, dias dos pais foi todo pro pai dos meus filhos.
    Bjins entre sonhos e delírios
    AH ANTES QUE ME ESQUEÇA:EU AMO,ADORO ESSE ADMORAVEL MUNDO NOVO QUE É O VIRTUAL,ELE ME DA ACESSO AO MUNDO QUE NÃO CONHEÇO E A PESSOAS QUE VOU CONHECER PESSOALMENTE COM CERTEZA,VOU AI VER VC, VOU A FORTALEZA E VOU A PORTUGAL SEM CONTAR QUE FUI CONVIDADA PRA IR A LONDRES ANO QUE VEM...QUERO IR...

    ResponderExcluir

(Quem dá a volta ao zodíaco comigo...)

Previsões dadas...

EU...

Minha foto
São Luís, MA, Brazil
Um brasileiro-nordestino, um cara comum, qlq um, como diria Caetano Veloso...