segunda-feira, 28 de junho de 2010

..."É que Narciso acha feio o que não é espelho"... (Caetano Veloso)





D e s c o b e r t a


Ontem
no espelho eu vi
rugas outras
e
cabelos brancos
e
descobrir
que meu coração
continua adolescente.
(by, franck)

23 comentários:

  1. Oi Franck, tudo bem?
    menino, os traços da idade são meros detalhes, pois nosso coração e alma continuam eternamente jovens, desde que assim queiramos.
    Brigado por ter votado heim?
    abração

    ResponderExcluir
  2. Isso é importante! Triste daqueles que perdem completamente aquela juventude interior. :)
    Boa semana pra ti também, beijo!

    ResponderExcluir
  3. Isso é ótimo!
    =)
    Aliás, eu acabo de alimentar seus peixinhos.
    rsrs

    bj

    ResponderExcluir
  4. Meu tempo é tristeza e solidão.
    Transformo a tristeza em saudade
    A solidão em lembranças.
    Porque viver é um presente dos céus.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  5. Ainda que eu me entregue aos cremes anti-rugas e ácidos promesseiros de juventude eterna. Que a deterioração lenta e silênciosa já se faça presente em meu corpo, penso (ou me consolo) que minhas marcas de guerra são preciosas e não tenho direito de negaciá-las. É o que sou...
    Mas tenho o mesmo sentimento que você. Como pode um coração permanecer tão jovem, ingênuo até???
    É, alguem tinha mesmo que nos defender do perigo de desistir de sonhar. E sonhar é prórpio dos jovens (de coração), não?

    ResponderExcluir
  6. Oi moço
    Quando o coração não envelhece, a vida fica sempre colorida.
    Bjux

    ResponderExcluir
  7. Minhas rugas, minhas inúmeras cicatrizes, minha celulite, minha quase flacidez, meus cabelos que são brancos desde os 25, minhas pernas que já não são mais aquelas... é tudo meu! É a capa do meu livro e continuo a cuidar e cuidarei, pois há algumas páginas, no interior do livro, muito frágeis, muito sedas. Outras, ásperas feito lixa grossa. Páginas escritas e em branco, preciosidades! Preciso de boa capa, forte, porém, hidratada.
    Bjs,
    Suzana Guimarães

    ResponderExcluir
  8. Franck olá. "Velhos são os trapos" dizia Constantino, personagem do Livro de Alves Redol, "Constantino, guardador de vacas e de sonhos". Na verdade amigo Franck, a idade de cada um de nós está na mente, se nos retrairmos e não sairmos, para o mundo e para a vida, aí sim envelhecemos.

    Boa semana,
    Bj

    ResponderExcluir
  9. Envelhecer é uma condição inexorável. Saber envelhecer já é uma outra história.

    Abraços meu amigo,

    ResponderExcluir
  10. Magina, eu adoro conselhos :) obrigada mesmo! E eu gostei desse post viu, rsrs Coraçao adolescente castiga né, mas é bom tambem rsrs. Beijao

    ResponderExcluir
  11. Que seu coração continue sempre assim,
    adolescente...rs


    Boa noite Franck!

    ResponderExcluir
  12. Que bom que gostou do meu texto! Nem sempre escrevo coisas que eu sinto, mas aquele, sim, era um desabafo sincero.

    Quanto à juventude, que tal uma partida de queimado? ;]

    ResponderExcluir
  13. Que o coração continue adolescente sempre e que viva eternamente por amor. =)
    abraços muito bonito o poema

    ResponderExcluir
  14. Nossa, amei o texto e tb os comentários, quantas verdades, não é meu amigo?
    Eu sou uma senhora jóvem, que não tem medo da velhice, talvez por ser uma sonhadora que vive nas nuvens e nem vê o tempo passar, rs, espero não cair delas, daí vai ser fatal!
    Obrigada por sua visita e, que bom que gostou do meu post com os blogueiros, só fiquei com medo de esquecer de alguém, rsss!
    Bjão pra vc Franck
    Gena Maria

    ResponderExcluir
  15. Oi Franck!!! Esse é vc???

    Gostei do seu texto. Quem cultiva os bons sentimentos e as grandes emoções, permanece com o coração jovem e isso reflete em uma maturidade bonita. Sempre achei que as pessoas ficam muito mais belas com o passar do tempo...

    Obrigada pelo comentário no "Dom". Concordo com vc, o texto do Robson prende a gente até o fim.

    Bjs

    Manu

    ResponderExcluir
  16. ...cada ruga que ganhei é uma 'rua'
    que passei sem medo de atravessar.

    cada traço de expressão é marca
    que foi escrita com tintas da
    emoção.

    quanto a juventude da alma,
    esta se cultiva...ou não!

    são frutos da nossa opção!

    meu beijo, querido!

    ResponderExcluir
  17. Franck, voltei :)!
    e apanhei logo este post de que gostei.
    a citação e a fotografia casam muito bem com o mesmo.
    e que grande dilema este, não é? ontem tive uma conversa com um amigo, mais jovem do que eu e que me dizia o seguinte: tenho um corpo de jovem e uma alma de velho, muito velho. a minha alam tem mais de 200 anos . E eu fiquei muito tempo a pensar nisso...o que será pior? uma alma jovem num corpo menos jovem ou uma alma velha num corpo jovem?
    beijo

    ResponderExcluir
  18. E por que não uma alma velha?
    Cada fase da vida tem o belo e o nem tão belo assim para se ver...

    Beijos Franck. Em breve posto algo. Apesar de preferir me deliciar com o que tenho lido por aqui.

    ResponderExcluir
  19. aí querido frank a idade será o mal desse novo século, envelhecer e morrer, mais completamente com diria Manuel Bandeira, sem deixar uma alma errante a caminho do céu. eu queria tanto você no projeto meu amigo, ^^ como me add no msn azigon@hotmail.com, vamos vê se nos comunicamos e se temos você lá pelo Papéis, estou produzindo o primeiro impresso, olha vai lá, dá um olhada, http://papeisonline.blogspot.com/ você junto conosco seria de um enriquecimento sem medidas. Grandes abraços ah quando ao amor da minha vida ele é o meu mais até hoje não sei se eu sou o dele entende? abraços

    ResponderExcluir
  20. Adorei a foto.
    Viver é comominhas 2 tatoos que
    trago no pulso
    A de ATITUDE
    O de OUSADIA.
    Uma nos faz enfrentar a vida
    e a outra no
    mostra
    que eternidade é possível e que
    começa AQUI!
    Te adoro.
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  21. Frase completamente realista!!! Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir

(Quem dá a volta ao zodíaco comigo...)

Previsões dadas...

EU...

Minha foto
São Luís, MA, Brazil
Um brasileiro-nordestino, um cara comum, qlq um, como diria Caetano Veloso...