segunda-feira, 21 de junho de 2010

"Silêncio por favor, enquanto esqueço um pouco a dor no peito"... (Paulinho da Viola: 'Para ver as meninas')




Que o silêncio me salve!




Hoje acordei querendo silêncio. Quero uma manhã de silêncio e solidão. Porque há um silêncio instalado dentro de mim, e, quero um silêncio exterior que caiba nesse outro silêncio, como uma folha caindo, uma brisa soprando, um vôo de um pássaro...

Acho que preciso desses silêncios por estar abarrotado dos sons do domingo, feito um computador com mil programas abertos, como se qualquer execução, todos os programas se apagassem e eu quero deletar esses gritos, essas vozes, esses ecos... quero ouvir sussurros, ouvir apenas um silêncio, carregado de idéias e de soluções que me fogem, me escapam.

'O silêncio que ninguém ouviu' é o que quero, nessa manhã, aliás, decidir, nesse dia. Hoje quero viver esse silêncio antes que ele fique mudo e chegue a noite e com ela eu me desfaça novamente em ruídos, vomite todos os sapos engolidos, o coração saia pela boca e 'o silêncio se torne um espião'.

Que os silêncios venham e me salve!

18 comentários:

  1. O silêncio é bom, às vezes. Este teu post me fez lembrar do uma música que foi, a muito tempo, uma das minhas favoritas. Se chama kody e quem canta são os caras do Matchbox Twenty. Leia a letra!
    Ao contrário de ti, o silêncio não me faz bem.. mas, tenho que aprender a conviver com ele.
    Beijos e paz.

    ResponderExcluir
  2. O silêncio é necessário, assim como as vozes, os sons variados que nos cercam.
    O silêncio é bom. Com ele, temos encontros conosco mesmos. Ficamos à sós com nossos grilos, preocupações e as decisões são melhores tomadas. As vezes grito: quero silêncio!
    BjO* Franck!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. ...o silencio por vezes é maravilhoso. Sou uma fervorosa adepta ao silencio! Gosto até de transforma-lo em musica, porque este não é o silencio da solidão, é aquele silencio de qdo nossa alma fala com a gente...
    Lindo demais este post!

    ResponderExcluir
  5. As pessoas desacostumaram tanto com o silêncio, que chegamos à esse ponto de implorar por ele...
    Porque hoje em dia, para a maioria, o silêncio é incômodo.
    E é incômodo porque esquecemos de como é lidar com o ser humano sem que haja propiciadores de convívio como músicas, bebidas e afins...

    ResponderExcluir
  6. Silencioso, estarei na escuta do silêncio.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Às vezes estamos tão embebidos de ruídos e alvoroços que é mesmo muito dificil cultivar o silêncio apaziguador.
    A cabeça em turbilhão. O peito latejando. O sangue friccionando tudo por dentro. Silêncio? Preciosidade necessária.

    Engraçado, nos últimos dias tenho cantarolado insistentemente essa música. Será um pedido?

    Abraços, querido!

    ResponderExcluir
  8. Oi Franck!!!!
    O silêncio é muito bom, né! Nos permite ouvir coisas do tipo "o barulho do cabelo em crescimento, a música do vento..."

    Depois ler o que eu mais gosto é do silêncio humano. Os pássaros podem cantar a vontade!!!!
    Adoro seu blog!!!

    ResponderExcluir
  9. Eu preciso, diariamente da minha dose de silêncio...grande!
    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Como eu amo o silêncio e como preciso dele pra me concentrar!
    Silenciosamente perceber cada pequeno som que nos cerca...preciso de pelo menos um momento de silêncio durante o meu dia.

    Eu preciso te agradecer por ter me falado que conhecia aquele texto por outro autor. Eu tinha ele em um caderno como sendo da Martha Medeiros, aí pesquiser na internet depois de ler o seu comentário e ví que o autor é o grande poeta Pablo Neruda. Acredito que a Martha Medeiros tenha feito apenas algumas modificações.

    Te deixo um beijo e...
    saboreie a delicia do silêncio!

    ResponderExcluir
  11. Estou eu aqui...encantada com seu texto! Naveguei pelas tuas letras maravilhada com a sua sensibilidade e a sensualidade que seus poemas mostram. Bom demais. Adorei, viu? Tem lugar pra mais uma nesse silêncio?

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  12. O silêncio me ganha qdo me abriga e me põe no eixo!...(acho q vai nascer um poema) rs


    bjo
    =)

    ResponderExcluir
  13. "A substância da tua carne
    era a mesma do silêncio"
    (Manuel Bandeira)

    amigo Frank o silêncio maldito e necessário dessa nossa vida barulhenta

    ResponderExcluir
  14. O silêncio dos astros, o silêncio da alma,
    A ausência de pensamentos,
    Suavizante influência do silencio,
    Que recarrega o pensamento,
    Quero ficar paralisado no tempo,
    Esquecer-me de mim e ser esquecido,
    Hoje... Queria apenas não existir.

    ResponderExcluir
  15. Obrigada pela visita blog lindo sigo aqui abraços volte sempre

    ResponderExcluir
  16. Quem sabe na volta, consiga ouvir a musica q deixei - em especial a vcs! =)

    Tbm sou uma Nordestina.
    =)
    bj

    ResponderExcluir

(Quem dá a volta ao zodíaco comigo...)

Previsões dadas...

EU...

Minha foto
São Luís, MA, Brazil
Um brasileiro-nordestino, um cara comum, qlq um, como diria Caetano Veloso...