segunda-feira, 26 de julho de 2010

O A d e u s


Pensei dizer-te adeus
mas não foste ao encontro marcado
o adeus
foi seu.

(by, franck)

34 comentários:

  1. Assim são os hiatos da despedida.
    Sempre passo por aqui.

    Obrigado de verdade pela opínião e o tempo dispostos ao Teatro dos Sonhos.

    ResponderExcluir
  2. adeus são difíceis... porém, necessários :)
    sim, não foi tu quem deste adeus...
    beijos, boa semana.

    ResponderExcluir
  3. Realmente o adeus é muito difícil... muito bom seu blog!! Boa semana, bjoo.

    ResponderExcluir
  4. Quanta tristeza...
    nesse Adeus...
    anunciado...
    sentido...
    revelado...

    Beijos
    Leca

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Ai ai... Franck...
    adeus é algo
    que
    doi, mesmo no depois.
    Não importa quem deu o adeus...
    ele doi sempre...
    pq deixa cicatriz na alma.
    Gente não deixa marcas, deixa cicatrizes...
    Está ali de frente pra este mar que ousa chamar de seu.
    Vem caminhando pela orla, vai andando deixando suas marcas
    na linha que as ondas vem.
    As marcas dos seus pés ficam ali até que a onda mais forte,
    mais audaz venha e as apague deixando uma nova linha pra
    que outros deixem ali suas marcas também..
    Sente-se assim hoje.
    Não consegue sentir que suas marcas fiquem cravadas em no outro.
    Alias nem consegue deixar marcas, sente como se não fizesse parte da
    sua vida em momento nenhum, só ele
    da sua; em fim que fosse tudo só fantasia sua .
    Será que nunca entenderá que não o mar e que as pessoas que passam na
    sua vida não são areia da praia?
    Será que nunca vai entender que pessoas não deixam marcas,
    pessoas deixam cicatrizes eternas.
    Pessoas são bens que precisam de pessoas, mas também de atos que
    confirmem tudo que se diz e que se vive.
    Distância a alma supera.Mas indiferença à alma absorve.
    O mar agora chega a seus pés que sentada se encontra compondo,
    não molha porque não permite.
    Este mar que quase a levou, não pede consentimento, ele vem.
    Mas gente pra amar e ser amado se sente mal pedindo
    por favor, e com licença posso entrar?
    As ondas apagam as marcas de seus pés porque tem a força da natureza
    e sua permissão para tal.
    Os seres humanos não!
    Reflexo D’Alma
    Tentam deixar suas impressões uns nos outros tal qual um perfume
    suave que lhes chega.
    É bom de sentir.
    Sente hoje algo que traduz como indiferença.
    Dói.
    Mas vai seguir sua caminhada deixando suas marcas na areia,
    quando mergulhar vai lembrar que este mar que tanto ama quis
    levá-la para si.
    Teve escolha em não ir.
    Preferiu ficar com os que agem assim como as ondas,
    apagando as marcas que tenta deixar.
    Catiaho Alcantara
    DO MEU LIVRO REFLEXO D'ALMA LANÇADO EM 23 DE JANEIRO DE 2010

    ResponderExcluir
  7. Não me deram permissão de dizer alguns ADEUS, foram embora sem fazer alarde, mas eu dei assim mesmo. Adeus também foi feito pra se dizer... já dizia o cantor.

    Poeminha curto, eu gosto!

    Se você tentar acessar o Blog da Rosana pela foto ou nome dela, você não consegue. Dá página não encontrada. Isso está acontecendo já há algum tempo. Eu só consigo ir lá, clicando no endereço dela que fica no painel onde você administra quem vc está seguindo (Todas as Atualizações do Blog, à esquerda da tela). Eu deixei escrito lá para ela, mas acho que ela não leu ou não entendeu a minha mensagem. Eu também nunca recebo as atualizações dela.
    Bjs!
    P.S.: eu amo, desde que me entendo por gente, eu amo ficar só. Toda a família sabe disso e ai de quem não entende...rs! Eu fico com meus pensamentos, meus cremes, esmaltes, livros, papéis, música, com o nada mesmo, comigo mesma em plenitude. Adoro uma festa, mas adoro muito mais a minha existência de indivíduo que nasce só e morre só. Às vezes, eu tento até me esconder... no banheiro, que seja, se não houver outro jeito.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. O adeus foi...teu...


    um beijo e poesia...


    TELEFONE

    Toca o telefone...
    Toca sem parar
    Deixo-o tocar
    Mas depois...
    Vou...
    E quando lhe pego
    Nunca mais toca...
    Alguém estava...
    Mas não queria estar...
    Do outro lado de lá
    Ouvi suspirar...
    E fiquei a pensar...
    Porque será?
    Que se passará?
    E continuo à espera...
    Que ele volte a tocar!...


    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
  10. É bem mais difícil deixar despedidas em aberto, sem Adeus! Parece que fica sempre uma janela entreaberta onde as emoções teimam em espreitar na procura de resposta para essa despedida por despedir.

    Tanto para dizer em tão poucas palavras que escreveu!

    Gostei muito de passar por aqui!

    Abraço

    ResponderExcluir
  11. Ah, Franck, se a ver com o adeus deixado,
    presente indigesto, não é para qualquer alma.
    Sofrer também prescinde nobreza


    Bjs, querido!!!
    Mônica

    ResponderExcluir
  12. Franck, que lindo e triste, amigo!
    Senti como se fosse comigo...
    BjO*

    ResponderExcluir
  13. Oi, Franck!

    Fiz igual a você
    Vá lá, vê!
    Tá no rodapé

    Obrigada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Franck
    senti saudade e amargura nas tuas poucas palavras.
    amanhã o dia será diferente. acredita.
    Entrei aqui e não foi por acaso.
    Vamos ser amigos tenho a certeza.
    Um beijinho no teu coração

    ResponderExcluir
  15. Franck,

    O adeus é sempre trágico, dele, todos saem feridos; no corpo ou na alma há vestígios dele...


    Um belo poemix!

    Um abraço, Marluce

    ResponderExcluir
  16. Selo devidamente recebido, publicado e apreciado
    Obrigada!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  17. ...vejamos pelo lado que ela
    facilitou pra você!

    rsrs

    bj, lindo!

    ResponderExcluir
  18. Putsssssssssssssssssss....arrasou.Mas doeu...

    beijos,

    Bia

    ResponderExcluir
  19. Oi Frank!
    Fiquei aqui pensando que às vezes pensar em dizer adeus é mais dolorido que o adeus em si...
    Lembrei de uma música dos Los Hermanos que diz "não te dizer o que eu penso já é pensar em dizer", e assim seguimos imaginando o que gostaríamos de dizer e sendo surpreendidos às vezes...
    Beijo grande! Belo poema!

    ResponderExcluir
  20. De cara eu ficaria triste, sempre dói um adeus, qualquer que seja, mas depois me sentiria bem, sendo o adeus dos dois... bjao!

    ResponderExcluir
  21. Para algumas pessoas é muito duro se despedir...

    ResponderExcluir
  22. Ai que triste, para mim, vale resultar que sou muito melancólico, digo, emotivo, mais triste que um triste adeus, é a tristeza de ir ou deixar ir sem um adeus!

    ResponderExcluir
  23. Talvez "perceber" um Adeus, não doa tanto quanto ver a pessoa partir...

    ResponderExcluir
  24. um chá com a vida...
    saio perfumado de acepções e reflexões quando passo por cá...

    você mexe bem o caldeirão!

    abraços do homem-menino,

    fique com Deus!

    ah, seu texto falando sobre clarice e sartre é um bis de bom...

    ResponderExcluir
  25. impressionante como voce escreve bem *-* Mas é um adeus mesmo ou até breve?

    ResponderExcluir
  26. nunca acreditei em último beijo, última conversa, último adeus.
    a vida é muito longa e cabem nela...vários "adeus".

    ResponderExcluir
  27. Adeus a distância...
    De todo modo dói!
    =/

    SEguir teus rastros...
    é bom d+!
    =)

    ResponderExcluir
  28. nossa que perfeito frank adorei teu blog bjs

    ResponderExcluir
  29. gostei, até passei por isso.
    poemas curtos me encantam, assim como este seu.

    paz!

    ResponderExcluir
  30. adoro textos curtos mas que valem por um romance interminável... lindo! Obrigado pela visita e vou ficando também mais tempo por aqui! t+

    ResponderExcluir
  31. #CheckPoint @Sidney_Vilao: Foi o que fiz pela ultima vez, ao querer supreende-la. ela foi quem me supreendeu. Ao encontra-la, era uma nova mulher, não mais, à que eu amava!

    Vilao do Romance

    http://vilaodeumromance.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Frank esse teu post reviveu uma idéia que habitava na minha cabeça faz tempo

    nha, depois te conto quando tiver pronto

    lindo como sempre

    ResponderExcluir

(Quem dá a volta ao zodíaco comigo...)

Previsões dadas...

EU...

Minha foto
São Luís, MA, Brazil
Um brasileiro-nordestino, um cara comum, qlq um, como diria Caetano Veloso...